quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Ontem - Primo post

Amigos, inauguro esta bodega com um poema que guardo na mente com enorme carinho. Uma verdadeira lembrança lírica, por vezes dito aos amigos nos melhores botecos da cidade.

Ontem
houve tempos em que sorriste
e não criptografei teu gozo.

não era o único
sem entender a necessidade
da tua presença nua.

teu coração gritava
sem a capacidade exata
de saber se atravessava
ou não a rua.
estavas com fome
e eu ali, do teu lado.

num relance mágico
cá estava com óculos e
um punhado de bicarbonato.
trágico. era tudo tão yellow and white.

quem eras não estava lá.
eu já não estava.
jamais.
ibidem.

allyson veras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Mais uma dose! É claro que eu tô afim!" Obrigado por visitar a bodega online. Abraços!