domingo, 3 de agosto de 2008

Química Teia



Química Teia
lenta abertura de olhos...
para se acreditar que a vida é possível.
agora antes e depois,
mais logo é o acaso:
seco e servil.
a respeito me ponho a pensar,
que a Afinidade guarda a Finalidade.
sonhos de menino novo,
peças Lego em constantes conexões.
há ciência o bastante em predispor sorrisos
guardo impressões de uma primeira vez.
cultivando musas deram-me bandejas
atípicos preparativos para um louco encantamento.
feitiço Maia ou remédio de prateleiras?
eis que me surge um gostoso desassossego.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Mais uma dose! É claro que eu tô afim!" Obrigado por visitar a bodega online. Abraços!