terça-feira, 24 de março de 2009

Berggasse, 19

Berggasse, 19

Mais perto do que imaginas existe um espaço a conquistar
Todos os astros estão lá... Órgãos e vísceras plugados
Homem-mágica, fascinante desconhecido!

Persigo um ideal de paz
Armas brancas nas caravanas inanimadas
O texto dos anjos emblemáticos
O signo dos monges capados
Bruxaria sacerdotal, signos e essências
Talvez, rituais profanos.

- (...) babei sobre Jung,
dormindo com a luz refletida em meus bonecos de cera...

Herdeiro das coisas alheias,
Consagrado por tola vida.
Montado num pégaso anil do inconsciente coletivo.

Enigmático piscar visionário
Engenhoso punho ilógico
A percorrer veias do devaneio,
(meus impróprios segredos)

- (...) babei sobre Jung,
dormindo com a luz refletida nos meus bonecos de cera...

Há poço no vazio do meu ser
Vez em quando mergulho nele.
Existe um lago limítrofe - no que
Penso, leio e escrevo.
Sou ilha ideológica dos acidentes geográficos de minha lenda

As setas que sigo não apontam para dentro.
- Psiu!!! Tio Freud acordou.

Slz, 1999

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Mais uma dose! É claro que eu tô afim!" Obrigado por visitar a bodega online. Abraços!