sábado, 20 de julho de 2013

Quinta- feira, 20 de junho 2013

Dia de maior mobilização nacional, protestos levaram mais de 1 milhão de pessoas às ruas no Brasil. Além da pauta inicial pela melhoria dos transportes públicos e redução das tarifas em R$ 0,20, deflagrada pelo Movimento Passe Livre (MPL) em Goiânia e São Paulo, mais investimentos para Educação, Saúde e Segurança Pública e intenso combate à corrupção, fizeram coro ao grito de insatisfação. As manifestações pipocaram em várias capitais e centenas de cidades nas cinco regiões do país. Ao todo, 388 cidades tiveram manifestações, incluindo 22 capitais.


Concentração na Candelária, Rio de Janeiro (RJ)
.
Palácio da Abolição, sede do Governo do Estado (CE)

A seguir, compartilho alguns registros do 2º dia de protestos organizados pelos estudantes do (MPL) em Fortaleza. A passeata aconteceu na histórica quinta-feira, 20 de julho, com concentração na Praça Portugal. De lá, os manifestantes seguiram pela Av. Desembargador Moreira até a Assembléia Legislativa, tomaram a Av. Pontes Vieira com destino à Av. Barão de Studartt. Desceram toda extensão da avenida até o Palácio da Abolição (sede do Governo do Estado), ponto "C" no mapa. Mais de 30 mil pessoas estavam presentes no ato, que cobrou além da redução de R$ 0,20 no preço na passagem de ônibus (R$ 2,20 para R$ 2,00). Os protestos levaram, em algumas cidades, à redução das tarifas de ônibus, cuja reivindicação predominou nos atos. Até o momento, as tarifas não foram reduzidas em Fortaleza.

Trajeto 2º dia de protestos


Sede do Governo do Estado do Ceará - Aldeota

Bloqueio na Barão de Studart com a Costa Barros




Espelho d'água, mausoléu Castelo Branco ao lado do Palácio

Concentração na praça do mausoléu Castelo Branco


Palavras de ordem em frente ao Palácio da Abolição



Bandeiras Pretas

Todo Estado é assassino


Palavras de ordem


Tentativa de invasão

Reação da tropa de choque gás lacrimogêneo 

Choque

Abolição???


O crescimento da onda de protestos levou a presidente Dilma Rousseff a convocar uma reunião de emergência na manhã do dia seguinte, 21/06/2013, além de realizar um pronunciamento no final da sexta-
feira. No dia 24/06 uma reunião interministerial, com a presença de governadores e prefeitos de grandes cidades aconteceu em Brasília. A proposição de um plebiscito que autorize uma constituinte para a reforma política não foi bem recebida pelo Legislativo. O Tribunal Superior Eleitoral, congressistas de oposição e parlamentares da base de apoio ao governo afirmam não existir tempo hábil para realização da consulta popular. Os índices de popularidade da presidenta Dilma, divulgados pela grande midia, continuam a cair.



Ver pronunciamento 21/06/2013 auge dos protestos: http://www.youtube.com/watch?v=XEj3UH69g5k 


Por ocasião dos jogos da Copa das Confederações, os protestos ganharam mais força ainda e continuaram com o movimento intitulado "Mais Pão, Menos Circo". Dia 27/06, jogo Espanha e Itália, marca o último grande protesto em Fortaleza.